Marina Vieira de Carvalho

Filha de mãe nortista e pai nordestino, natural das periferias do Rio de Janeiro, encontro minha autodefinição como acadêmica-militante antirracista. Malabarista na arte de me equilibrar entre sonhos pessoais e coletivos, entrecruzo meus desejos nas decolonialidades, especialmente, nos feminismos decoloniais. Amo as águas e uma boa roda de samba, mas também amo uma causa que mobilize meus sentimentos-conhecimentos e me leve à luta. Nessas artes do bem-viver, escolho a História como local de fala. Doutora em História pela UERJ, com período sanduíche em Université Paris VII; mestra em História pela UERJ; pós-graduada em História do Brasil pela UFF, graduação em História pela UGF. Professora da UFAC, com larga experiência no ensino básico.

Principais áreas de interesse e atuação

Pornô-erotismos; Decolonialidades; Ensino de História